Luiz Ceara

Arquivo : janeiro 2013

A bola está um pouco triste hoje. Faz 30 anos que Mané Garrincha nos deixou
Comentários 16

Luiz Ceará

“Se há um Deus que regula o futebol, esse Deus é sobretudo irônico e farsante, e Garrincha foi um de seus delegados incumbidos de zombar de tudo e de todos, nos estádios. Mas, como é também um Deus cruel, tirou do estonteante Garrincha a faculdade de perceber sua condição de agente divino. Foi um pobre e pequeno mortal que ajudou um país inteiro a sublimar suas tristezas. O pior é que as tristezas voltam, e não há outro Garrincha disponível. Precisa-se de um novo, que nos alimente o sonho.”

Carlos Drummond de Andrade

O corpo físico de Manoel Francisco dos Santos na época com 49 anos e conhecido como Garrincha nos deixou há trinta anos. Mas ele é presente nas nossas vidas e no nosso dia a dia do futebol. Ou não¿

Conheci Mané e já disse isso aqui, na casa de Elza Soares em 70. Ele me deixou tão chocado com sua presença, seu sorriso e carisma, que deixei a profissão de musico para ser jornalista esportivo.

Entrevistei Mané duas vezes quando trabalhava na TV Globo e fiquei igualmente perdido, como se estivesse olhando para algo que não era daqui.

Ele decisivo na Copa de 58 e em 62 mais que isso. No Botafogo ele deixou sua marca nos treinos, na convivência do dia a dia e dentro de campo.

Mané era alegre, mulherengo e gostava de beber, seu defeito fatal.

Faz trinta anos que seu corpo físico nos deixou. Eu não acredito na morte, somente na vida. Morte é coisa de corpo físico, a vida é eterna. Estaremos sempre por aqui para resgatarmos nossas mazelas e desafetos. Esse é o pagamento. A evolução.

Por isso creio que boas almas pertencem a um plano superior. Ayrton Senna, Confúcio, Pedro Apóstolo, Madre Teresa de Calcutá e Garrincha são apenas alguns exemplos para que o amigo do Blog entenda o que eu quero dizer. Quem é do bem total serve de exemplo.
A trajetória de Mané Garrincha serve para todo jogador de futebol entender como se faz a coisa certa e a errada. Acima de tudo como diferenciar um craque de um jogador comum, quero dizer.

Saudade do que vi pouco pelo que gostaria de ter visto.


O Quesada está certo. Riquelme é o ovo em pé ou a morte da cachorra.Leia com atenção
Comentários 15

Luiz Ceará

 

MEU PARCEIRO LEANDRO QUESADA DA BAND MATOU A CAHARA. ELE DIZ NO TEXTO QUE ESCREVEU ABAIXO QUE RIQUELME É CRAQUE, MAS EXISTE O BASTIDOR. AÍ ELE ARREBENTA, DIZEM. TRAZER O CARA PODE SER A DESCOBERTA DO OVO EM PÉ, MAS TAMBÉM A MORTE DA CACHORRA.LEIA

Texto de Leandro Quesada

A tentativa de contratação do argentino divide opiniões no Palestra Itália, mexe com o imaginário do torcedor e cria a expectativa do surgimento de um novo ídolo na Academia de Futebol.

Contra o jogador Riquelme pesa o fato de não jogar há seis meses desde que resolveu deixar o Boca Jrs após a final da Libertadores 2012. A idade de 34 anos também é entrave no momento em que o meiocampista exige contrato de três anos para assinar com o Verdão.

A dúvida sobre o comprometimento de um jogador de difícil trato com os companheiros é algo que deve ser observado. Riquelme é um cara fechado no quesito relacionamento. Pergunte aos brasileiros que jogaram com Roman no Boca como é o argentino no dia-a-dia.

A alto salário não deve ser levado em conta. Jogador bom é jogador caro. O Palmeiras é grande e rico, consequentemente, deve arriscar com contratações deste quilate.

A favor do craque, o talento com a bola nos pés, a inteligência e a carreira vitoriosa. Em La Bombonera ele ganhou muitos títulos, sendo três Libertadores. No Villarreal levou o desconhecido time espanhol ao terceiro lugar na Liga 2004/05. Antes no Barcelona sucumbiu ao ser mal aproveitado.

A experiência de um craque que chama sempre a responsabilidade é o que o Palmeiras mais precisa. Jogador que não foge da raia, é respeitado e reconhecido pelos rivais, decisivo e com história no futebol.

Eu acho o máximo a contratação de Juan Roman Riquelme.

 

 

Tags : Riquelme


Somos cornetas, mas quem não é?
Comentários 4

Luiz Ceará

Tem uma conversa paralela aos trabalhos no dia a dia da imprensa que se revelada totalmente mudaria o rumo das coberturas e das reportagens publicadas em qualquer órgão de imprensa.

É a opinião pessoal dos jornalistas. Não o que eles escrevem baseado nos fatos do dia a dia, mas o que eles pensam sobre esses fatos.

Ontem tinha um grupo reunido. Eu estava entre eles. Ouvindo mais do que opinando já que sou muito chato mesmo. Ouvi o seguinte sobre Pato: Que ele é apenas um grande jogador, que não tem carisma e que vai ter que disputar posição por que no Corinthians tem jogadores que são até melhores que ele para o time. Com exemplo, Emerson Sheik.

Sobre o zagueiro Lucio: Que ele vai ter que sambar. Com a velocidade de alguns atacantes brasileiros e principalmente com a diferença de jogo de cintura, dribles e coisa e tal, Lucio vai ter muita dificuldade. Só com o nome que tem e a moral elevada não vai dar.

Que o Santos será o melhor time, embora o Timão esteja neste momento mais badalado. Se Neymar jogar, bem entendido. E que o Santos fez a melhor contratação de todas. Montillo.

Que Ganso ainda não está mostrando o que sabe, o que tem na cabeça. Se não o fizer, vai ser o maior fiasco do futebol brasileiro. Que ganso é na verdade a maio expectativa de toda a imprensa.

E que Juvenal Juvêncio é uma máquina de falar coisas que dão notícia. E que está meio esquecido com frases como…” onde eu estava mesmo¿ Qual era a pergunta?”

Que Luis Fabiano embora respeitado por todos precisa ser menos infantil, juvenil mesmo. Expressões usadas pelos jornalistas, mesmo pelos que gostam muito dele como eu.

E que a CBF vai cair com todos seus homens de ouro, e que isso não vai demorar. Tem muito jornalista investigando os bastidores de uma casa que deveria servir ao futebol, mas que sempre serviu para interesses de poucos homens apenas.

E não falo mais por que seria um livro. Esse papo foi somente pra vocês terem uma idéia de que nós, jornalistas, também somos corneta. Quem não é?


Agora existe o GPS da bola, o pega “migué”
Comentários 10

Luiz Ceará

Tem gente que pensa. Trabalha, estuda, pesquisa e… descobre coisa nova.

Não sei se o GPS da bola é novidade no mundo todo, mas por aqui é.

Dra. Denise Vaz de Macedo do Departamento de Fisiologia da UNICAMP, Fernando Endo da Systware e Ricardo Melo, fisiologista do Mogi Mirim clube que vai disputar a Série A do Paulistão inventaram uma forma de medir distancias e desgaste dos jogadores de futebol on line.

Fernando Endo produziu em sua empresa um GPS que parece um tablete de chocolate bem pequeno e que vai no bolso do calção dos atletas numa partida de futebol.

Os dados de todo o mapeamento do que faz fisicamente um jogador dentro de campo, em qualquer posição irão para o computador. Aí eles estudam e podem trabalhar corretamente o posicionamento e o desgaste de cada um.

O final disso é um melhor rendimento físico por atleta. Coisa nova, tecnologia de ponta, idéia genial.

Só tem um probleminha.

O jogador “migué”, aquele que faz de conta que joga, o jogador “enceradeira”, que fica o tempo todo em círculos sem sair de onde está, o que faz que vai mas não vai e aquele meia que quer a bola no pé mas não marca ninguém, esses vão se dar mal, muito mal.

Por que? É que o GPS da bola mostra na tela do computador o cara jogando o tempo inteiro. Mostra tudo o que ele faz, mas o que ele não faz também.

É o pega “migué”.

Ele só não mostra quem tem talento. Isso ainda não inventaram.


Vargas deve ir para o Grêmio mesmo.
Comentários 8

Luiz Ceará

Neste momento o Grêmio acerta apenas a questão burocrática da contratação do atacante Vargas do Napoli. Com o jogador já está tudo acertado.

Pode ser que o SP esteja no meio, mas será difícil. Não impossível, difícil.


Valdívia é ou não atleta de futebol?
Comentários 14

Luiz Ceará

Estou sinceramente preocupado com o futuro moral da Comissão Técnica do Palmeiras. Sei que o jogo deve ser jogado, mas o caso Valdívia é no mínimo intrigante.

Tenho conhecimento que alguns jogadores já estão injuriados com a presença de Valdívia.

Ganha muito bem, acima da maioria. Joga pouco, ou jogou quase nada ano passado. Ou seja, produz pouco.

Está sempre no DM. E por que? Porque cada dia mais fica defasado com sua condição de atleta. Tenho a impressão que ele não aguenta o pau. Quer dizer, não suporta a carga de treino e não consegue entrar em forma. Não é forte o suficiente para ser jogador de futebol embora tenha futebol para ser.

Não entendo que uma “chegada” mais forte num treino seja capaz de afastá-lo da estréia, tirá-lo do time. Que entrada foi essa?

Espero explicações do DM do Palmeiras. Não que eu mereça, mas a torcida do Palmeiras, ela merece. E muito mais que uma explicação. Um relatório médico.

Afinal, Valdívia tem ou não condição de ser um profissional da bola?


Chega de desmando. O Flamengo está entrando na linha.
Comentários 22

Luiz Ceará

O Flamengo está começando a entrar na realidade da vida. Não do futebol que já esqueceu de jogar faz tempo. O Flamengo joga com o nome “Flamengo”. Só que nome não ganha mais nada e nunca ganhou.

E entrar na real quer dizer montar um bom time, ter um profissional, no caso Paulo Pelaipe, para fazer o trabalho sério no Departamento de Futebol e voltar a ser competitivo.

O Flamengo, por força de sua grandeza subiu nos tamancos há muito tempo.Timinho dentro de campo com a camisa do Mengão. Isso tinha que acabar um dia. E parece que está chegando a hora.

A contratação de Elias, um grande jogador, cara profissional e competente vai mostrar para o elenco, ou para maioria dele, que jogador de futebol é um trabalhador comum neste país e que tem horário para entrar e carga horária de trabalho diário. Ganhar o que ganham não é problema meu e de ninguém. Cada um ganha o que combinou.

Elias vai levar, dizem, 280 mil mês. Ta bom pra quem está fora do calendário da bola, esquecido na Europa e que tem futebol de seleção.

Falta colocar outros do elenco na linha. O Flamengo chegou ao disparate de ter o Ronaldinho Gaucho a um salário de 1,2 milhões por mês, Deivid com 500 mil e Vagner Love 650 mil. Pára, me ajuda aí. Ganhou o quê?

E mais. Leo Moura e Renato Abreu também tiveram seus salários diminuídos pra continuarem no clube.

Na vida, o menos parece pouco, mas pode ser mais e muito.Veremos.

Ta certa nova diretoria executiva e o Paulo Pelaipe.To sentindo cheiro de coisas nova pela Gávea. Quem ganha é a Nação Rubro negra.


Nenê não vem. O Peixe perde pouco. Com Marcos Assunção ganha muito.
Comentários 35

Luiz Ceará

Nenê queria jogar no Santos e fez juras de amor. Mas queria receber também o valor equivalente ao que ganharia de salário até junho no PSG – cerca de 2 milhões de euros ou R$ 5,4 milhões, quando iria terminar seu contrato com o clube francês. O Santos ofereceu R$ 2,5 milhões.
Nenê ganhava cerca de 330 mil euros de salário na França, cerca de R$ 880 mil reais mês. E não queria perda salarial, mesmo estando em uma situação difícil, por não ser mais titular.
Nenê não teve duvida. Foi para o Oriente Médio. Lá, o Al Gharafa, do Qatar concordou em pagar um salário anual de 5 milhões de euros, cerca de R$ 13 milhões, o que representa aproximadamente R$ 1,1 milhão de ganho mensal.
E Nenê, apaixonado pelo Santos deu uma entrevista que mostra como ele ficou triste com a proposta. Ele disse que: “A diferença foi maior para o Qatar, uma diferença enorme, os números são muitos grandes. A nossa esperança é que eu viesse para um futebol competitivo. Tenho vários amigos que trabalham no Qatar, é um futebol para ganhar dinheiro. Muitas vezes se vê o lado financeiro”.

Futebol é isso aí.

Feito de paixão e dinheiro hoje em dia. Muito dinheiro e alguma paixão.

Amor, somente do torcedor. Mas vamos ser práticos.

Quanto o Santos perdeu?

Nada. Nenê é um excelente jogador. Montillo que foi contratado joga mais que ele. Vai fazer falta? Não.

De quebra o Peixe levou um baita jogador. Marcos Assunção. E ganhou uma bola parada que vai mexer com o time. Com o time adversário, eu quero dizer.

Tags : Santos


Resposta aos amigos do Blog
Comentários 29

Luiz Ceará

RESPOSTA AOS AMIGOS DO BLOG

Sei que é duro aguentar críticas ou até mesmo elogios. Muitas vezes os dois lados são falsos. É preciso olhar com serenidade, por isso escolhi tres amigos que ocuparam seu tempo para falar comigo.

landinho
Lendo esse blog cada dia mais entendo porque a Renata Fan deu um pé na bunda do Ceará. Está esclerosado e frustrado por morar e ter que morrer no interior. Pobre Ceará, vive de Ponte Preta e Guarani.
Neste caso lamento sua falta de informação, apenas isso. Sou amigo pessoal da Renata, que aliás sofreu muito quando saí da Band. Outra coisa. To com a saúde bacana, é só perguntar para o Dr. Wanderlei Rondini JR., um dos mais conceituados médicos da área do esporte. Um ortopedista do primeiro time. Morrer já é uma área que vi, você não vai entender então não vou discutir coisas da alma com um cara que acredita que a vida acaba aqui. Sou feliz, tenho três empregos, trabalho com força e dedicação nos três e se vivesse de comentar Ponte Preta e Guarani seria muito feliz, por que são equipes da minha cidade. Vá tomar uma água e se acalme amigo. E leia mais sobre a morte e a vida. Vai te fazer bem.

• Paulo.rov
Ceará, Pato é o Valdívia do Corinthians. Vai somar, sim: somar horas, dias, semanas no Departamento Médico.
Tirar um sarro eu gosto, vale mesmo. Tomara que Pato não seja Mago, somente Pato. Ele é novo e se dedicando mesmo, se tirar a poeira da viagem e treinar, se tratar e fazer corretamente seu dever com os marqueteiros que serão muitos, vai dar certo. Ele não esqueceu da bola, tenho certeza. Como disse acima, não torço contra, o que seria burrice. Abraço

André Lemes
O Corinthians não contratou Pato para “salvar” o time. Ele veio pra somar. Acabou aquele tempo que os titulares eram as estrelas. Com Tite, que não joga fica no banco. Quanto á lucro: Desconheço um clube que contrata jogador visando prejuízo.
Você tem razão, mas Adriano meteu Tite numa tremenda saia justa, ou não? Mas eu acredito que você tenha razão com relação ao caso do tempo de estrelas ter acabado. E eu disse no comentário que o Corinthians quer lucro com ele sim, na imagem e na arena. E volto a dizer. Todos os clubes europeus tem suas torcidas, como aqui também. Pato é experiente nisso, mas com certeza ele não viu ainda o alambrado do Pacaembu tremer.


Pato é bom de imagem, vamos ver na arena, com o alambrado tremendo.
Comentários 13

Luiz Ceará

Pela expectativa em torno de Alexandre Pato a impressão que me dá é que o Corinthians tem um pai de santo forte, um adivinho que não erra e é sócio de mãe Diná.

Está trazendo Pato pra jogar ou pra fazer dinheiro? Ou os dois?

Se for os dois tem que deixar o jogador entrar em forma primeiro e se curar de tantas lesões e isso aí vai dar trabalho. Quem está no meio sabe.

Se for só pra trazer dinheiro, começou bem por que ele já é tratado como ídolo, tira fotos como se tivesse feito mais de 25 gols na temporada. A jogada comercial tá boa, mas tem a bola.

Menos, menos. Pato não é refugo europeu por que tem pouco mais de vinte anos e um bom futebol. Mas não é Ronaldo e também não joga mais que Adriano que veio e não deu certo. Não deu certo por que não quis, por que futebol ele tinha para mostrar. Uma infelicidade pessoal e um mau negócio.

Pato tem somente uma responsabilidade no Corinthians de hoje. Tem que jogar, o que não fez na Europa. Foi vendido para fazer dinheiro para o Inter quando era apenas uma boa promessa. Por enquanto está na promessa. Não é ídolo do Milan e aqui, se não jogar também não vai ser.

Não estou secando,apenas penso e analiso. É muita farofa para um cara que não esqueceu de jogar, mas que se preocupa hoje com outras coisas que não a bola. Ele precisa ser lembrado que ainda é jogador de futebol e que no Corinthians o papo é reto e direto com a Fiel.Só isso.

Tags : Pato