Luiz Ceara

Arquivo : setembro 2012

O espírito iluminado de Hebe e o cara de pau do Nielson Nogueira Dias.
Comentários 24

Luiz Ceará

Foi um dia de muita alegria e também de extrema tristeza.

Pela manhã eu vi uma cena do enterro do corpo de Hebe Camargo. O espírito dela está vivo e sua mensagem é o que resta e permanece na terra. O nosso rastro, o que fizemos o que realizamos e o que pensamos sobre a vida. Isso fica.

Hebe um dia entrou como um furacão na sala da produção de seu programa no SBT onde eu trabalhava. Eu conversava com companheiros. Ela entrou e sorrindo muito me chamou pelo nome. ”Oi Ceará vamos falar sobre a Copa do Mundo no meu programa?” E fomos, eu, Osmar de Oliveira, Luiz Alfredo e acredito Orlando Duarte e Juarez Soares. Foi tão emocionante para este repórter e inesquecível, porque levei minha mãe até São Paulo, nos estúdios do SBT para ver o programa ao vivo. Eu disse a Hebe que ela, minha mãe, estava na platéia. Hebe, carinhosamente ofereceu flores para minha mãe. Hebe era assim, generosa.

Hebe era um espírito de luz espalhando luminosidade e alegria por este país. Inesquecível. Esta é a parte alegre do dia, em que comemoramos a alegria e o prazer de viver.

Mas o dia não acabou bem. Duas cenas extremamente tristes marcaram o esporte.

Primeira cena. Fim de jogo entre o São Paulo e o Coritiba. Lucas foi entregar sua camisa a uma fã e aí ocorreu o de sempre. Quase uma agressão física, palavrões, ódio. Uma cena comum nos estádios. A menina curitibana levou a camisa depois, porque foi levada não sei por quem até Lucas. Mas a marca da agressividade e a violência urbana que não cessa ficaram nas imagens da TV.

Segunda cena. O assoprador de apito Nielson Nogueira Dias viu Neymar levar porrada à vontade e nem ligou. Tudo bem que a fama de cai cai do jogador colabora para o mau humor dos assopradores pra com ele.

Mas o lance do jogo foi claro. Neymar arrancou da intermediária do Santos foi saindo da porradaria, driblando, e levou uma ultima de Elano. E o cara de pau do Nielson nada de apitar falta. Neymar reclamou e levou um amarelo. Depois levou falta de Pará e deu o troco. Errou, pisou no jogador do Grêmio. Foi expulso.

O tal de Nielson é um assoprador patético.

É isso.


Delegada Martha Rocha dá um tiro certo na guerra contra a violência no futebol.
Comentários 8

Luiz Ceará

Li esta manhã a coluna do companheiro Carlo Carcani no Correio Popular de Campinas e vou junto com ele.

Segunda-feira Marta Rocha, a chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro deu um exemplo do que se pode fazer de melhor com relação à baderna e violência patrocinadas pelas organizadas, digo, Torcidas Organizadas.

Aqui em São Paulo a PM vai pra cima, abaixa o pau, controla e depois leva todos os baderneiros para as Delegacias. Eles são autuados e vão pra rua receber os aplausos dos membros companheiros. Viram heróis dentro das organizadas.

No RJ também era assim até que a “Doutora” Marta Rocha entrou em ação. Ela disse indignada: “Eu não consigo conceber que alguém saia de seu Estado, venha para outro Estado e traga dentro do ônibus barras de ferro, porretes de madeira e caixa de pedras. Essas pessoas não tinham interesse em se divertir, Vieram para a pratica de uma conduta criminosa”.

E a Doutora Marta Rocha fez mais que tudo o que se fez até agora em relação á violência dentro e fora dos estádios

.Trinta e cinco torcedores de uma organizada do Corinthians foram presos no RJ e autuados em flagrante por formação de quadrilha, incitação à violência e corrupção de menores. Passaram a noite na Delegacia e pela manhã foram encaminhados a outros centros de detenção. No grupo havia algumas mulheres que tiveram tratamento igual. Ainda estão presos.

As brigas de torcidas foram incorporadas ao esporte, como se fizessem parte dele, do espetáculo de jornais e TVs. Prender efetivamente os arruaceiros e violentos, os que marcam guerra pela internet, os que matam em nome da fúria e do ódio não são torcedores de futebol. Não merecem tratamento diferenciado. Têm que ser tratados como formadores de quadrilha, por promover a violência e se menores estiverem participando, como corruptores de menores.

Em nome da lei. Esses não são torcedores.


Kaká náo precisa provar nada. Ele veio para quebrar o galho do treinador. Só isso.
Comentários 29

Luiz Ceará

Kaká foi convocado para enfrentar Iraque e Japão, dois amistosos da seleção.

Kaká não está jogando pelo Real Madri, mas “está treinando bem”, segundo Mano Menezes. Isso já é o suficiente?O que existe por trás desta convocação?

Quando se convoca como Mano convoca, sempre deixando duvidas nós temos a obrigação de comentar.

Jogar contra Iraque ou Japão não quer dizer nada. Isso é, para quem quer montar uma seleção de verdade, para preparar um time para uma Copa do Mundo.

Agora, para cumprir umas datas que foram vendidas a 1 milhão de dólares cada uma, para cumprir contratos de milhares de dólares em patrocínio, aí sim tem que se convocar Kaká, Neymar e até Robinho se for o caso.

Mano não está fazendo nada a não ser cumprir seus contratos, melhor, os da CBF com a empresa que manda nos amistosos ou no dinheiro do patrocícnio das datas FIFA.

Aí entra a força de marketing de se trazer de volta um Kaká. Muito menos do que ele representa para nossa seleção em termos de experiência, seriedade e talento que ele ainda tem, mas pelo que o seu nome pode oferecer.

Kaká não veio para provar nada, veio para quebrar um tremendo galho para Mano, que hoje tem uma enorme rejeição dentro da CBF e maior ainda no seio do torcedor.

Jogar contra Japão e Iraque não é nada, não acrescenta nada, não ajuda e não
une grupo nenhum. É balela.

Eu penso assim.

Tags : Kaká


Baresi na seleçao sub-20.
Comentários 6

Luiz Ceará

Andrés Sanches não gostou nada da notícia que este Blog deu de que Sergio Baresi seria o novo treinador da SU-20. Notícia que outros meios de comunicação também deram.

Ele não só desmentiu através de sua assessoria de imprensa em São Paulo, como está irritadíssimo.

Andrés disse através de sua assessoria que o novo treinador é outro profissional que está sendo sondado. Quase tudo fechado, acrescentou.

Andrés disse ainda que o ofício endereçado ao São Paulo não existe, o que contraria a informação dada ontem no Blog.

De duas uma. Andrés não gostou que o treinador escolhido fosse Baresi por ser do tricolor, time que ele não gosta. Ou ele realmente comeu bola. Não foi consultado.

Vamos ver como fica essa quebra de braço dentro da CBF. De qualquer forma, esse não é um bom negócio.


A Recopa Sul-Americana é do Peixe e a vaia é do Ronaldinho Gaucho.
Comentários 15

Luiz Ceará

A noite de ontem começou com a festa do Peixe no Pacaembu com mais de 28 mil torcedores. Neymar e Bruno Rodrigo marcaram no 2 a 0 contra a Universidad do Chile na conquista da Recopa Sul-Americana. O Peixe empatou no jogo de ida sem gols.

O detalhe: Neymar perdeu dois pênaltis. Um na ida e outro ontem. Mas valeu.

O Peixe é o Campeão da Recopa Sul- Americana.

A festa continuou. Festa no Engenhão com o golaço de voleio de Wagner Love. Uma pintura, de placa mesmo.

Antes de começar o jogo que tinha de um lado um quase lanterna, o Fla e de outro o quase líder Atlético Mineiro, Ronaldinho Gaucho experimentou uma lei da natureza que nunca pode ser esquecida.

A de causa e efeito. Fez tudo errado quando esteve no Flamengo, deitou e rolou se achando ao extremo. O efeito foi uma sonora vaia de mais de cinco minutos, um protesto justo de quem foi enganado. Falo do torcedor, o da galera, o Geraldino de Almeida, que aplaudiu e chorou de alegria na chegada e sofreu mais que cachorro que cai da mudança na partida.

Vamos pro jogo que teve além do gol de Love um Atlético-MG sem nehuma inspiração. Nenhum chute a gol e um Ronaldinho marcado pelos jogadores e pelo torcedor. Não deu pra ele.

No tempo final em 15 minutos dois gols. Um de Jô, um golaço logo de cara empatando o jogo e depois dos dez, Liedson também fez um belíssimo gol, de meio voleio à lá Bebeto. O Flamengo estava na frente e o jogo ficou nervoso.

O Atlético ficou com 10 em campo com a expulsão justa de Rever.

Foi só. Com esse resultado o Flamengo ficou em décimo lugar na classificação geral. O Atlético-MG continuou em segundo.

Tags : Santos


Sergio Baresi foi convidado pela CBF para dirigir a Sub-20 e tentar o ouro Olímpico em 2016.
Comentários 11

Luiz Ceará

É oficial. A CBF enviou e o São Paulo já recebeu um ofício convocando Sergio Baresi para ser o treinador da seleção Sub-20 no lugar de Ney Franco.

Baresi deve aceitar porque é a grande oportunidade da carreira dele.

Baresi trabalhou anos no SP, clube onde foi jogador da base.Em 2010 foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Junior e em seguida, em 2011 depois de vencer o Campeonato Paulista de Sub-20, substituiu Ricardo Gomes no comando do time principal durante um período em que o clube reclamava meninos da base no time de cima. Não foi mal, mas não teve força para se firmar.

Baresi então tentou carreira solo e dirigiu o Paulista de Jundiaí. Voltou para a base do São Paulo e agora pode ir para a CBF.

Sergio Baresi é do bem, competente no que faz e acima de tudo organizado e moderno.

Nome certo na hora certa para uma categoria da seleção que sempre gerou frutos e que voltou a ser campeã do mundo nas mãos de Ney Franco. Temos uma Olimpíada aí na frente, no Rio e se o treinador do time principal não tiver o olho gordo de Mano Menezes, Baresi pode tentar um ouro que ainda não temos.

Boa sorte.


Tite é, por mérito, a bola da vez na seleção.
Comentários 33

Luiz Ceará

Eu li esta manhã uma frase na Folha de S.Paulo, Caderno de Esportes na reportagem de Marcel Rizzo.Edu Gaspar, gerente de futebol do Corinthians disse que “Ele (Tite) atingiu um estágio que problema algum no Mundial atrapalharia uma sequência de trabalho dele, mesmo se não acertar a renovação por algum problema”.

Ocorre que Tite hoje não tem problemas. Ganha bem, é um treinador valorizado no mercado e acima de tudo vencedor. Justo com seu elenco e dentro do CT exigente ao ponto de aplicar um castigo ao Imperador Adriano – ele ficou alguns dias confinado – quando estava tentando ser jogador do Timão, coisa que não conseguiu.

Tite foi Campeão Brasileiro e da Libertadores. Ninguém nem nada derruba o treinador hoje. Não há ameaça?A frase do Edu diz que” renovação por algum problema” Há um problema aí na frente.

Tite corre um sério risco e o Timão idem.

Se vencer o Campeonato Mundial fazendo do Corinthians bi, ele vai ser o próximo técnico da seleção brasileira.

Por mérito. De onde eu tirei essa informação?

Fonte é fonte. Vocês meus amigos do Blog não gostam dela, mas ela existe, tem nome RG, CPF e manda, mesmo não tendo o sobrenome Marin.

Tags : Tite


Quem ganha cavalo de presente não olha os dentes.
Comentários 8

Luiz Ceará

O Narciso está no Palmeiras há pouco tempo e não fez trabalho nenhum em 2011. Eu errei na informação desta manhã.

Mas a informação de que o treinador do Palmeiras está de olho nas categorias de base é correta.

Outra informação correta é a de que Luca é filho do Savoia meu companheiro de imprensa. Não vejo nisso um problema, porque temos na imprensa centenas de filhos trabalhando na profissão dos pais como minha filha Bianca Ceará que tem uma empresa ligada a shows e espetáculos. A mãe dela é jornalista também. Conheço dezenas de médicos cujos filhos se formaram em medicina e outros advogados idem. Os filhos se são competentes ou não, terão que ser julgados em separado dos pais.

Savoia é jornalista e o filho dele jogador de futebol. Se joga bem ou mal, assistam ao vídeo e decidam.

http://www.youtube.com/watch?v=RzG4ik7JZjg

Se ele ou os demais meninos da base, vão servir ao Palmeiras quem vai decidir é Gilson Kleina. No entanto, é melhor olhar os meninos com carinho do que ignorá-los ou, por questões políticas dentro do clube, deixar de utilizá-los. Chorar depois não adianta.

Como didira meu guru Renato “Bico Fino” Silva, quem ganha um cavalo não olha os dentes.

Tags : Palmeiras


Gilson Kleina está de olho na base do Palmeiras, no trabalho de Narciso.É um bom começo.
Comentários 30

Luiz Ceará

Gilson Kleina gosta de olhar o que acontece nas categorias de base. Lá está o celeiro que pode abastecer seu time.

Se o Palmeiras tem uma base boa? Sim, tem. O trabalho feito por Narciso foi bom e gerou título. Campeão Paulista sub-17 em 2011. Felipão não bebeu dessa safra e ainda fez críticas. Errou.

Não viu Luca Savoia. Meia atacante que poderia estar treinando com o time de cima. Rápido, 1m,87 e que chuta com as duas, como se diz no mundo da bola.

Esse é só um exemplo. Como Lucas do São Paulo, ele veio da base do Corinthians porque lá não teve chance. Coisa da bola.

Se esse jogador amanhã aparecer jogando no Palmeiras não se assuste o amigo torcedor, porque Gilson Kleina está conversando com Narciso sobre a base do Palmeiras. As atitudes por lá mudaram e quem vai ganhar é o Verdão.

Não digam que eu não avisei. E guardem o nome. Luca Savoia.

Tags : Palmeiras


O Palmeiras respira, mas tem time para muito mais que isso.
Comentários 26

Luiz Ceará

Assim é composta a zona da morte, ou do rebaixamento, u lugar onde ninguém quer fixar seu pé. O Sport é hoje o primeiro com 27. Depois vem o Palmeiras com 23, Figueirense com 22 e Atlético-GO com 20.

E eu vou falar do Palmeiras que estava lá a semana passada, mas sem condição de sair. Sem condição moral de sair.

Conversei com Antonio Carlos e Cléber duas lendas na defesa do Verdão. Falaram a mesma língua.” Pra sair com este time que não é pior de pelo menos 15 deste Brasileirão, tem que sentar no vestiário e conversar. Se precisar quebra o pau, mas tem que achar a vergonha na cara”.

Em seguida dei aqui no Blog que Gilson Kleina ia conversar naquele dia com o Palmeiras e o caso era de acertar. Salário compatível, e o excelente trabalho na Ponte Preta eram suas credenciais. Uma aposta perfeita. Deu certo e Gilson mudou o discurso dos jogadores. Chegou perto de alguns que estavam apavorados e disse a palavra mágica:” Você joga no Palmeiras, joga muito, não tenha medo de errar. Só erra quem está em campo. E estar em campo jogando no Palmeiras não é pra qualquer um”.

E teve o papo do vestiário com as lideranças do grupo capitaneadas pelo Marcos Assunção.

E teve Marcos e Cesar Sampaio nos bastidores, duas lendas.

O Palmeiras reagiu como tinha que ter feito e está a 4 pontos de sair da zona da morte. Mas não é o bastante. Precisa subir mais, porque tem time para isso.

E não é só o time pra isso, é o Palmeiras.

Tags : Palmeiras