Luiz Ceara

Arquivo : outubro 2013

Voltou sem graça.
Comentários 28

Luiz Ceará

A nação verde parou para ver seu time dar o ultimo respiro há mais de 300 dias. Foi em 18 de Novembro de 2012. Na volta do jogo contra o Flamengo em Volta Redonda, no ônibus, os jogadores souberam que o time tinha caído.
A realidade do Palmeiras passou a ser a segunda divisão do futebol brasileiro. A Série B. Inacreditável para o tamanho da glória desse time.
Hoje voltou com um empate contra o São Caetano. Jogo ruim. De ver.
A nação comprou mais de 35 mil ingressos. Os pais levaram seus filhos. Pais, filhos, netos, o torcedor comum das arquibancadas. A torcida organizada foi também com seus gritos. Eles queriam a vitória para encerrar o ciclo do desgosto, da boca amarga, espantar a zica. Xô azar danado.
Um empate bastava. O torcedor não queria negociação. Vitória, era o grito que vinha das arquibancadas.
O Pacaembu queria festa, o coração explodindo de alegria, correr pelas ruas da cidade cantando, “o Verdão voltou”!
Não deu certo a metade disso tudo.
O time voltou classificado matematicamente, mas não houve festa. Os rostos eram de decepção. O Palmeiras não jogou nada contra um São Caetano fraco. Não foi objetivo, não vibrou no mesmo diapasão de seus torcedores. Era um time apático e descontrolado dentro de campo. O Palmeiras sentiu e os jogadores não souberam explicar.
Foi uma tarde esquisita, sonhada durante quase um ano. Sonho que não virou realidade, festa que não ocorreu. Mas o Palmeiras voltou e vai ser Campeão da Série B.

Tags : Palmeiras


O jogo é jogado e o lambari é pescado no 1 a 0 do Bom Senso F.C.
Comentários 20

Luiz Ceará

O jogo é jogado e o lambari é pescado.
Ditado popular para descrever uma vitória. Qualquer que seja ela, se para o bem. Aconteceu a reunião entre a CBF e o grupo de jogadores, o Bom Senso FC, fato histórico no mundo da bola pelo conteúdo da panela em que se fazia a comida.
Os jogadores fizeram 5 pedidos: 30 dias de férias por ano, pré-temporada maior, um máximo de 7 jogos a cada 30 dias, a adoção do ” fair play financeiro”, ou seja, que os clubes paguem em dia e em caso contrário que sofram penas como a perda de pontos, e que atletas,treinadores e executivos dos clubes façam parte do conselho técnico das competições e entidades esportivas.
Pediram pouco? Muito?
Apenas o razoável pelos anos vividos em escravidão. Não que estejam alforriados, porque dependentes de seus empresários e assessores, mas que foi um primeiro passo seguro em terra firme, isso foi.
Antes dessa reunião algumas Federações importantes já haviam sinalizado um início dos estaduais para o dia 19 de Janeiro. Menos mal.
A saber, hoje, o movimento que começou com 12 jogadores,tem mais 800 adesões.
Falta muito? Falta, mas foi dada a largada.
Na CBF eles falaram com Marin o presidente e com Marco Polo Del Nero o vice e Carlos Eugênio Lopes, o vice jurídico. Pelos jogadores, Paulo André (Corinthians), Juninho Pernambucano (Vasco), Dida ( Grêmio), Cris (Vasco)e Seedorf (Botafogo).
Em duas semanas os primeiros resultados sairão, diz a CBF.
Marin, político experiente vai ajudar com certeza. Vai pensar nas eleições da CBF, atirando na lebre para atingir o leão.
Só resta uma cartada. Saber se a TV topa, a Globo, eu quero dizer, que é quem detém os direitos dos campeonatos.
Aí o buraco é mais embaixo.

E pra encerrar, retire a pele de um gomo de lingüiça pura de porco de boa procedência. Amasse e coloque para fritar em fogo quente com uma ou duas gotas de azeite. Ela vai esfarelar por que é pura. Frite bem e jogue um ovo e misture. O ovo vai juntar tudo. Depois quando estiver bacana, coloque duas fatias de seu queijo favorito ( o meu é chedar). Derreteu?
Pão fresquinho e a lingüiça com ovo e queijo no meio.
Abra uma breja e coma com saúde.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>