Luiz Ceara

Arquivo : fevereiro 2013

O tamanho do Corinthians
Comentários 208

Luiz Ceará

Roberto de Andrade o vice de futebol do Corinthians mostrou quem é esse time que tem mais de 40 milhões de torcedores no maior país da América Latina.

Ontem ele disse que não há segurança nos jogos de futebol na América do Sul. E não há mesmo salvo algumas exceções.

O regulamento da Conmebol é claro. Rojões não são permitidos. E aí você já sabe que sinalizador nem pensar. Então, se a Conmebol proíbe o torcedor do Corinthians de ir ao estádio neste primeiro momento por 60 dias até que se julgue o caso, ela deveria punir também o San José em cujo estádio havia mais sinalizadores que torcedores. E mais, a polícia não impediu que um só rojão ou sinalizador naval ou mesmo a querosene que foi usada para fazer pirotecnia nos arcos acesos entrassem. Uma verdadeira loucura. A coisa começa aí na verdade. Na porta do Estádio.

Não estou defendendo o Corinthians por que ele sabe fazer isso. Ao soltar a língua contra a Conmebol comprou uma briga, mas a entidade sabe com quem está lidando. Hoje mesmo agencias de publicidade que detém os milhões dos patrocinadores vão começar a agitar o mercado. A pressão do dinheiro é maior do que possamos imaginar.

Essa pressão a Conmebol não aguenta. Esse é o tamanho do Corinthians hoje. O que leva dinheiro o que investe em jogadores e faz o espetáculo acontecer.

Já disse acima, tem que ser punido, mas corretamente, dentro do regulamento.

E o caso do menino assassinado? Esse é um problema para a polícia.

E a proibição até da imprensa de entrar no estádio hoje?Apenas jogo de palavras. Acho muito difícil a Conmebol explicar aos patrocinadores que ela vende mas não entrega. Só rindo.

Tags : Corinthians


O “di menor” se apresentou. Era uma barbada.Eu já sabia
Comentários 219

Luiz Ceará

Dia 22 deste mês, eu escrevi que: Daqui a pouco quem mandou ver no sinalizador vai aparecer por que tem gente graúda dos Gaviões em cana.
O melhor a fazer é tratar tudo com a devida calma por um motivo somente.
O menino já desencarnou. Não volta nesta vida.
Mas não se pode aturar mais este tipo de agressão. Tudo tem um limite e o fanatismo está totalmente fora de controle. Atenção para os próximos passos.
Neste final de semana um menino de 17 anos assumiu a autoria do disparo do sinalizador. Ia acontecer. Era uma barbada. Pule de dez.
È assim no crime organizado. Quem assume é sempre um menor. Ou alguém não está cansado de ver isso?
Duas coisas. Primeiro ele assumindo não quer dizer que os que lá estão encarcerados serão soltos. Segundo, que esse menino pela Lei, jamais será extraditado. Não que não haja possibilidade, mas que também há de não acontecer. Por isso acredito que ele cumpra pena por aqui.

 

Mais uma: E a revista na porta do Estádio em Sem José¿ A mesma polícia que está encarcerando e “investigando” o caso deixou todo mundo entrar com rojões, sinalizadores da Marinha e outros de todo tipo. E Mais ainda. Pela quantidade de coisas jogadas dentro de campo tentando acertar jogadores do Corinthians, e isso está em todas as TVs, não vai haver interdição do Estádio?

Antes de tudo, bom dia a todos.

Tags : Corinthians


Resposta do Blog ao amigo Antonio Carmo
Comentários 139

Luiz Ceará

Antonio Carmo
3 horas atrás
Lamentável essas suas colocações sr. Luiz Ceará. Um “torcedor” vai ao estádio com uma arma dessas. Um sinalizador utilizado para salvamentos que ganha velocidade de 300 km/h, que somente pode ser soltado na vertical, que exige força para utilizá-lo, que não explode mesmo em circunstâncias perigosas e vc diz que não houve intenção ??? Absurdas as suas colocações. Mas isso ocorre porque, infelizmente, a IMPRENSA BRASILEIRA, tem uma grande parcela de culpa nessa violência que acontece no futebol hoje. Vocês incentivam rixas entre torcedores rivais. Suas posições quando analisam jogos NÃO SÃO POSIÇÕES DE JORNALISTAS MAS DE TORCEDORES. Isso irrita os rivais. Neste momento vocês poderiam estar dando uma ajuda imensa para que banissemos definitivamente a violência dos estádios. Deveriam estar pedindo uma apuração rigorosa com punição de torcidas organizadas que tenham práticas de violências

Resposta do Blog O que eu disse primeiro é que ninguém olha para uma pessoa dentro de um estádio de futebol e diz:”Vou matar aquele menino”. Essa foi a fatalidade. Um torcedor que, tenho certeza, não conhecia o poder de fogo do sinalizador. Que nem sabia usar direito o artefato e que, ignorante, não soltou na posição correta, acabou virando assassino de um outro ser humano.
A imprensa está sim, pedindo apuração imediata e rigorosa deste caso.
E jamais eu conheci em 35 anos de jornalismo esportivo alguém que na minha profissão incentivasse a violência nos estádios. A amigo está cometendo uma tremenda injustiça, que compreendo, é por conta do fato acontecido. Um descalabro.
Jornalista esportivo não é poder público e nem dirigente esportivo. As medidas que o amigo quer e que nós também queremos para coibir violência em estádios e espetáculos tem que ser pensadas por quem de direito.
Um abraço e espero poder ter respondido a contento suas colocações, que entendo, são duras mas honestas.


O Corinthians perdeu. Atenção para os próximos passos.
Comentários 55

Luiz Ceará

É evidente que o torcedor que disparou o sinalizador pra cima dos torcedores do San José não queria matar ninguém, muito menos um menino de 14 anos.

Mas aconteceu. É uma fatalidade da vida que somente acontece pra quem corre atrás dela. E a atitude das organizadas em relação ao espetáculo futebol nos leva a ter a certeza que isso pode acontecer de novo como tem acontecido de forma recorrente nos últimos anos.

A pancadaria das ruas, as mortes entre torcedores rivais, os encontros marcados pela internet mostram claramente isso.

O Corinthians pode ser culpado dessa merda? Não, mas no contexto das leis que regem o espetáculo do futebol, sim.

Por isso fica sem torcida nos próximos 60 dias e leva um prejuízo de mais de 3 milhões de reais.

Joga com o estádio vazio.

As organizadas estão sinalizando que vão ficar no entorno dos estádios.

Isso vai gerar mais tumulto. A PM está em alerta.

Daqui a pouco quem mandou ver no sinalizador vai aparecer por que tem gente graúda dos Gaviões em cana.

O melhor a fazer é tratar tudo com a devida calma por um motivo somente.

O menino já desencarnou. Não volta nesta vida.

Mas não se pode aturar mais este tipo de agressão. Tudo tem um limite e o fanatismo está totalmente fora de controle. Atenção para os próximos passos.

Tags : Corinthians


Valdívia, Ganso, Neymar e Kevin Beltrán Espada. O que eles tem em comum?
Comentários 20

Luiz Ceará

Valdívia,Ganso,Neymar e Kevin Beltrán Espada. Eles tem algo em comum?

Tem. O futebol.

Valdívia luta para ser o que já foi, dentro do campo e no coração dos palmeirenses. Penso que quem ele acredita que possa realizar este sonho. Se corpo, mal treinado para o embate não ajuda. Ele vive esse momento.

Ganso eu vi ontem à noite em São Caetano. Parece que foi emprestado para um jogo só. Não dá pra entender como o cara que joga mais fácil neste país, com a inteligência que tem não consegue arrebentar no jogo. É um peixe fora d’água, ainda.

Neymar é craque e nossa maior esperança na Copa. Maior estrela da seleção. Maior jogador do Santos. Um cara simples, de sorriso fácil. Belo pai está se revelando. Namorador, mas quem não é na idade dele? Famoso no mundo inteiro e futuro jogador do Milan, do Real Madri,do Barcelona do Chelsea. O que ele quiser.

Entrevistei ele para a Rede TV na Copinha, depois do jogo.Máscara zero, simpatia de milhão com diz meu filho João.

Então, por que tanta impaciência dentro da arena? Neymar precisa conversar com Romário, que é menor que ele e levou pau pra valer. Não reclamava, olhava para o árbitro. Que dava cartão e expulsava os maus jogadores.

“Futebol não tem preço. Nenhum silêncio… Esporte tem outro sentido. Me desculpem, sei que isso não vai tirar a dor de vocês nem da família. Estamos muito sentidos. Trocaria meu título mundial pela vida do menino. Eu trocaria”.
Tite disse isso emocionado depois que soube da morte do menino boliviano Kevin Beltrán Espada de 14 anos atingido por um sinalizador no jogo entre o San Jose e o Corinthians em Oruro. Alguns torcedores do Timão estão detidos para averiguação acusados de terem jogado o artefato na torcida boliviana.

Duas coisas. Primeiro, jogo naquela altitude ainda vai matar um jogador. É uma sandice. Outra coisa é que o torcedor comum que vai com seu filho pro jogo não faz isso.

Estádio de futebol não é mais lugar de família, infelizmente.

Tags : Valdívia


Ganso, Kléber e Moreno. Fácil de explicar.
Comentários 70

Luiz Ceará

Após um breve momento para uma reflexão eu estou voltando a conversar aqui pelo Blog.

Vou ser mais objetivo. São dois os assuntos. Ganso do São Paulo e Kléber e Moreno no Palmeiras.

Já estou um pouco cansado da conversa do técnico Ney Franco e todos que passam aqui pelo Blog sabem o quanto eu admiro e defendo esse competente treinador.

Ocorre que Ganso  é craque. E este tipo de jogador, raro, tem que jogar. Ele sempre vai fazer algo diferente no jogo. Vai decidir. Arrumar lugar para um cara experiente e capaz como Ney Franco não pode ser problema. Muda-se o sistema tático, recoloca-se peças em lugares diferentes. O São Paulo tem dois craques. Rogério Ceni e Ganso. tem que jogar com os dois.

O resto é firula e papo furado.

Kléber e Moreno. Os dois estão no Grêmio. Moreno não quer vir, está mais do que claro, e Kléber o Grêmio não quer que saia.

Moreno não sei, mas Kléber resolveria o problema do time. O problema dele era com Felipão, não com o Palmeiras. Com Gilson Kleina e novos jogadores, ambiente arejado, ele vai se dar bem e jogar muito mais do que está jogando no Grêmio. Jogadores como o Gladiador não tem mais o que provar. Vivem de desafios. E hoje o Palmeiras é a maior plataforma para um jogador aparecer.

Quando começar o Brasileiro da série B o Palmeiras vai ter a maior parte de seus jogos na TV. A exposição vai ser absurda. Quem jogar e bem vai estourar.
É esse o caso.

Tags : Ganso


O Palmeiras venceu sua crise existencial com suor e garra, como a torcida gosta.
Comentários 39

Luiz Ceará

O Palmeiras lutou, marcou, suou a camisa, criou o suficiente dentro de sua condição tecnica e venceu.

Aí sim é que aparece a mão do treinador Gilson Kleina. Não faltou disposição e enfrentamento.

O Palmeiras está vencendo sua crise existencial com suor e vergonha na cara.

É assim que o torcedor gosta.

O time ainda precisa de um criador de jogadas e um homem de área experiente.

Merecida vitória e estréia na Libertadores.


O Palmeiras e sua torcida. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.
Comentários 27

Luiz Ceará

Não misturo tudo no prato quando vou comer. Meu pai me ensinou isso. Salada, um pedacinho de carne se tiver. Um ovo frito eu choro. Só o arroz com o feijão podem ser delicadamente misturados.

É assim que eu faço na minha vida com meu trabalho, meus problemas, a cara de mau do chefe etc…

Por isso, não me interessa se a Mancha foi rebaixada, até porque sou verde e rosa. A Mancha não joga bola e nem tem jogadores no Palmeiras. Mas ela é apaixonada pelo clube e faz suas intervenções quando acha necessário. Ponto final.

O Palmeiras joga hoje e vai ser apoiado pela sua torcida e também pela Mancha. É obrigação. E sabe por que?

Respeito pela camisa que é a segunda que mais jogou este torneio, a Libertadores de América. Foram 14 vezes em 140 jogos com 73 vitórias,27 empates e 40 derrotas. O Palmeiras marcou 255 gols na Libertadores e sofre 164.

Te mais: foi Campeão da Libertadores em 99 e vice em 61,68 e 2000. Chegou em duas semifinais em 71 e 2001.

História é o que não falta diria meu amigo Finelli, que foi quem me deu essas informações apesar de não ter mais essa obrigação.

Como eu disse acima, não misturo. Hoje é dia de apoiar a chama verde de um time que luta para ser de novo a alegria maior de sua nação. Vamos ver contra o Sporting Cristal.

Tags : Palmeiras


Deu Galo, deu Flusão, hoje tem Palmeiras. Começou pra valer a Libertadores
Comentários 5

Luiz Ceará

Quase 15 do primeiro tempo. Lateral para o Atlético-MG bater na linha de intermediária de seu ataque.

Ronaldinho está pedindo água encostado na trave de Rogério Ceni. Sozinho lá como quem só está molhando a boca. O lateral é batido e a bola endereçada ao R10 que está há poucos metros de Rogério Ceni. Impedido? Não, bola vinda de lateral não configura impedimento. Lance normal. Ronaldinho recebe, ajeita como quer e passa cruzado para a pequena área. Jô, esperto pôs o Galo na frente.

O São Paulo sabia o que ia enfrentar no Independência. Um time guerreiro, marcador e perigoso. O São Paulo não via a bola.

Tanto que só deu seu primeiro chute a gol aos 4 do segundo tempo com Oswaldo.O SP cresceu no jogo, aos poucos pela forte marcação do Atlético.

O castigo veio dele de novo. Ronaldinho se livrou de Ganso e Wellington pela direita e cruzou na medida para Rever com seus 1,92. De cabeça ele fez 2 a 0. O Galo sobrava.

Mas o SP é experiente de Libertadores, que só está começando. E Aloísio fez aos 37 botando fogo num jogo pra lá de bom.

No final deu o que foi armado para dar. A diretoria do Atlético-MG trouxe o jogo para o Independência. Fez o certo, é assim mesmo que se age para vencer corretamente, com atitudes inteligentes. A pressão do torcedor mais a garra atleticana prevaleceram. Deu Galo.

Ainda na Libertadores o poderoso Peñarol venceu o Deportes Iquique por 2 a 1. O Boca perdeu em casa para o Toluca, aquele, por 2 a 1 também.

E o Flusão venceu fora o Caracas por 1 a 0. Bom começo.


Acabou a folia. O Flu joga pela vontade de ter sua primeira Libertadores e o São Paulo vai suar em BH
Comentários 6

Luiz Ceará

Graças a Deus o carnaval acabou neste ano. Pelo menos aqui no sudeste e sul do país. De Salvador pra cima continua firme. Tudo bem pra quem gosta.

Quando eu tinha 14 anos comecei a tocar em um conjunto da escola em que estudava., o Culto à Ciência. Virei musico profissional e toquei até os 24 anos. Foram carnavais sem fim, sexta, sábado, domingo, segunda e terça tocando das 11 às 5 da manhã. Uma parada dura. Prefiro minha atual profissão, longe da folia, mais perto da realidade. No carnaval a gente vira outro. Se bobear não volta mais a ser quem era.

Por isso comemoro a volta ao mundo real, onde o prato do feijão com arroz teve um aumento de 99 por cento no preço em relação ao ano passado. E o governo diz o que?

Na bola a realidade é a Libertadores. Tem o Palmeiras amanhã contra o Sporting Cristal no Pacaembu. Vamos ver como o time se comporta com alguns novos reforços.Há que ter personalidade e suor. Quem não é o melhor tem que correr mais que os outros, lutar diferente, com inteligência, e ter muita garra. Sem isso o Palmeiras vai fracassar.

Hoje o Fluminense joga contra o Caracas fora de casa. Tudo está sendo preparado nas Laranjeiras para que o jejum acabe. O Flu não sentiu o gosto ainda desse título como seus adversários diretos, Flamengo e Vasco. Tem time pra brigar mas enfrenta o Grêmio nesse grupo.

Mas o jogo pra colocar cerveja na geladeira e fritar umas calabresas é Atlético Mineiro e São Paulo no Independência. E por que lá e não no Mineirão?

Ninguém é mais bobo na bola. Foi no Independência que o Galo massacrou seus adversários no ano passado. Sem perder há 36 jogos em casa o Galo jogou além do Independência também em Sete Lagoas. Ano passado venceu o São Paulo por 1 a 0 no Independência.O reforço na estréia do Galo na Libertadores entra em campo hoje. Diego Tardelli.

O São Paulo está assustado? Não. Três vezes campeão da Copa Libertadores, três do Mundo o tricolor com o time que tem e o elenco à disposição de Ney Franco é sempre páreo duro dentro ou fora de casa e em alguns casos, favorito. Não hoje.

De qualquer forma,prepare seu coração que a batata está no forno.